Apontamentos sobre a responsabilidade internacional do estado chinês pela pandemia do corona vírus (COVID-19)

  • Emerson Francisco de Assis Associação Caruaruense de Ensino Superior e Técnico, Brasil.
Palavras-chave: Responsabilidade Internacional, Pandemia, Corona Vírus (COVID-19), Força Maior

Resumo

O objetivo principal do presente artigo é analisar a eventual responsabilidade internacional do Estado Chinês pela pandemia do Corona Vírus (COVID-19). Para tanto, o trabalho analisa os preceitos fundamentais do instituto jurídico da responsabilidade internacional e os fatos cronológicos envolvendo o surgimento e expansão da referida enfermidade, bem como o papel da Organização Mundial de Saúde (OMS). A pesquisa conclui que, no caso, trata-se de responsabilidade subjetiva, contudo, até o momento de sua finalização (julho de 2020), não existem elementos normativos ou fáticos que justifiquem a responsabilização chinesa pela pandemia em questão. O trabalho também considera que, a pandemia do COVID-19 é algo inédito na história recente da humanidade, sendo um fato de natureza imprevisível, no qual poucos países tiveram condições de conter a velocidade do contágio e o elevado número de vítimas. Assim, esta pandemia poderia ter se iniciado em qualquer país com problemas de degradação ambiental, sujeitando-se, de tal maneira, à (colocaria crase no a) excludente de força da maior da ilicitude. No tocante à metodologia, o artigo utiliza o método hipotético-dedutivo, através de revisão de literatura na área de Direito Internacional Público sobre responsabilidade internacional, legislação internacional, dados e informes da OMS e, subsidiariamente, notícias de sites da mídia nacional e internacional, a exemplo da britânica “British Broadcasting Corporation” (BBC), a alemã “Deutsche Welle” (DW) e da espanhola “El País”, além do brasileiro “Universo Online” (UOL).

Biografia do Autor

Emerson Francisco de Assis, Associação Caruaruense de Ensino Superior e Técnico, Brasil.

Bacharel em Direito pelo Centro Universitário Tabosa de Almeida da Associação Caruaruense de Ensino Superior (ASCES-UNITA). Mestre em Ciência Política e Doutor em Direito pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). Professor da ASCES-UNITA. Email: <obrejinheiro@hotmail.com>. ORCID: <https://orcid.org/0000-0002-7161-7898>. 

Referências

BBC NEWS BRASIL. Coronavírus: o que significa a OMS declarar emergência global de saúde pública. 30 jan. 2020a. Disponível: https://www.bbc.com/portuguese/internacional-51198297. Acesso em 13 mai. 2020.

________________. Coronavírus: OMS declara pandemia. 11 mar. 2020b. Disponível em: https://www.bbc.com/portuguese/geral-51842518. Acesso em 13 mai. 2020.

CHADE, Jamil. OMS aprova investigação e crise entre EUA e China se aprofunda. Coluna UOL - Jamil Chade. 19 mai. 2020. Disponível em: https://noticias.uol.com.br/colunas/jamil-chade/2020/05/19/oms-aprova-investigacao-e-crise-entre-eua-e-china-se-aprofunda.htm?utm_source=chrome&utm_medium=webalert&utm_campaign=coluna-jamil-chade. Acesso em 19 mai. 2020.

FELLET, João. O que se sabe sobre as principais acusações contra a China na pandemia. BBC News Brasil. São Paulo, 30 abr. 2020. Disponível em: https://www.bbc.com/portuguese/internacional-52466295. Acesso em 13 mai. 2020.

GRUBER, Arthur. A origem do Sars-CoV-2. Jornal da USP. 16 abr. 2020. Disponível em: https://pfarma.com.br/coronavirus/5439-origem-covid19.html. Acesso em 15 mai. 2020.

LABORDE, Antonia. A dupla ofensiva de Trump com a histórica decisão de tirar os Estados Unidos da OMS. El País Brasil. 30 mai. 2020. Disponível em: https://brasil.elpais.com/internacional/2020-05-30/a-dupla-ofensiva-de-trump-com-a-historica-decisao-de-tirar-os-estados-unidos-da-oms.html?rel=lom. Acesso em: 30 mai. 2020.

MAZZUOLI, Valério de Oliveira. Curso de Direito Internacional Público. 13 ed. Rio de Janeiro: Forense, 2020a.

______. Responsabilidade internacional dos Estados por epidemias e pandemias transnacionais: o caso da Covid-19 provinda da República Popular da China. Revista de Direito Civil Contemporâneo. V. 23/2020, abr./jun 2020b. Disponível em: https://www.revistadostribunais.com.br/maf/app/resultList/document?&src=rl&srguid=i0ad82d9b00000172809127b99cc23882&docguid=Iaf7c6d2082ff11ea9e3adf3ea497cf26&hitguid=Iaf7c6d2082ff11ea9e3adf3ea497cf26&spos=22&epos=22&td=30&context=18&crumb-action=append&crumb-label=Documento&isDocFG=false&isFromMultiSumm=&startChunk=1&endChunk=1. Acesso em 01 mai. 2020.

MELLO, Celso Duvivier de Albuquerque. Curso de Direito Internacional Público. 15 Ed. Rio de Janeiro: Renovar, 2004, v. I.

ORGANIZACIÓN MUNDIAL DE SALUD (OMS). Reglamento Sanitario Internacional. 2 Ed. Genebra: OMS, 2008. Disponível em: https://apps.who.int/iris/bitstream/handle/10665/43983/9789243580418_spa.pdf;jsessionid=71B1B67FAF168024F8E9D8BD517965F0?sequence=1. Acesso em 10 abr. 2020.

ORGANIZAÇÃO DAS NAÇÕES UNIDAS (ONU). Projeto da Comissão de Direito Internacional das Nações Unidas sobre Responsabilidade Internacional dos Estados (1996). Tradução: Prof. Dr. Aziz Tuffi Saliba. Disponível em: http://iusgentium.ufsc.br/wp-content/uploads/2015/09/Projeto-da-CDI-sobre-Responsabilidade-Internacional-dos-Estados.pdf. Acesso em 10 abr. 2020.

REZEK, José Francisco. Direito Internacional Público: curso elementar. 17 ed. São Paulo: Saraiva, 2018.

PEARCE, Katie. Pandemic simulation exercise spotlights massive preparedness gap. Johns Hopkins University. 06 nov. 2019. Disponível em: https://hub.jhu.edu/2019/11/06/event-201-health-security/. Acesso em 03 jun. 2020.

WORLD HEALTH ORGANIZATION (WHO). Rolling Updates on Coronavirus Disease. 11 mai. 2020. Disponível em: https://www.who.int/emergencies/diseases/novel-coronavirus-2019/events-as-they-happen. Acesso em 14 mai. 2020a.

______. WHO Coronavirus Disease (COVID-19) Dashboard. Disponível em: https://covid19.who.int/. Acesso em 06 jul. 2020b.

______. Countries: China. Disponível em: https://www.who.int/countries/chn/en/. Acesso em 24 mai. 2020c.

Publicado
2020-06-30
Como Citar
Assis, E. F. de. (2020). Apontamentos sobre a responsabilidade internacional do estado chinês pela pandemia do corona vírus (COVID-19). Cadernos Eletrônicos Direito Internacional Sem Fronteiras, 2(1), e20200108. Recuperado de https://cadernoseletronicosdisf.com.br/cedisf/article/view/73